Derivativos Futuros: Agropecuários e Financeiros

Derivativos são instrumentos financeiros que têm como principais funções oferecer proteção contra o risco de oscilação de preços e operar as tendências de mercado (alta ou baixa) e podem ser classificados como:

  • Derivativos Agropecuários
  • Derivativos Financeiros

As operações com derivativos configuram-se em posições vinculadas a expectativas do comportamento futuro do valor de um bem ou ativo financeiro. A formação de preços neste mercado depende do comportamento do ativo no mercado à vista e de um conjunto amplo de variáveis econômicas.

Por essa razão, é preciso avaliar os riscos envolvidos nos mercados de renda variável, tais como: fatores políticos, econômicos e climáticos que podem afetar o desempenho dos derivativos e acarretar fortes oscilações nos preços dos ativos.

A duração recomendada para as operações com derivativos depende dos objetivos específicos de cada investidor e da disponibilidade de vencimentos nos contratos futuros. Sendo assim, as operações podem ser de curto, médio ou longo prazo.

Além dos contratos disponíveis em pregão (padronizados), também podem ser negociados no mercado de Balcão Organizado na Bolsa, os seguintes produtos: Termo, Swaps e Opções Flexíveis. 

 

Saiba Mais:

icone_acrobatPara visualizar o(s) arquivo(s) desta página, utilize o Acrobat Reader.
Caso você não possua este programa, clique aqui para fazer o download.